Emojis sorrindo com olhos de cifrões

Crédito: Freepik

Em pouco mais de seis meses de funcionamento, o Pix conta com mais de 254 milhões de chaves cadastradas, segundo os dados fechados pelo Banco Central até 31 de maio deste ano. São mais de 93,5 milhões de usuários cadastrados, sendo 87,8 milhões de pessoas físicas.

Só no mês de maio, foram 613,7 milhões de transações, totalizando um volume de R$ 382,4 bilhões. Desde o início do seu funcionamento até o fim de maio, o Pix teve R$ 1,4 trilhão em volume financeiro.

O mês de maio fechou com 755 empresas participantes, entre bancos comerciais, bancos múltiplos, instituições de pagamentos, entre outros.

A região Sudeste detém quase a metade dos usuários do Pix, 48%; seguida do Nordeste, com cerca de 20%; Sul, com pouco mais de 12%; Centro-Oeste, 10%; e região Norte, com cerca de 7%.

Entre as pessoas físicas, os jovens de 20 a 29 anos são a maioria dos usuários do sistema de pagamento instantâneo, com 35%; seguidos das pessoas de 30 a 39 anos, com 32%.

Das mais de 613 milhões de transações ocorridas no mês de maio, pouco mais de 405 milhões foram P2P, com 75%; 64,7 milhões de P2B, 12%; 58,6 milhões de B2P, 11%; e 13,7 milhões de B2B, com 3%.