ônibus rosa da Buser atravessa ponte em lugar não identificado

Crédito: Divulgação

A Buser, startup de contratação de viagens rodoviárias pela internet, anunciou nesta quinta-quinta, 10, a captação de R$ 700 milhões. O investimento foi liderado pelo fundo de growth equity LGT Lightrock e contou com a participação dos fundos Softbank, Monashees, Valor Capital Group, Globo Ventures e Canary, todos investidores da Buser nas séries anteriores, além do Iporanga Ventures.

Em nota publicada em seu blog, a startup informou que o plano de investimento para os próximos dois anos foca na diversificação dos serviços oferecidos pela Buser e no reaquecimento do turismo nacional após o fim da pandemia.

A aposta em novos serviços inclui, além da parceria com empresas de ônibus convencionais para atuação no marketplace, a entrada em três novos segmentos: transporte de cargas e encomendas, financiamento de ônibus para pequenos empresários e o transporte urbano.

“Com o novo aporte, vamos continuar crescendo em número de passageiros, viagens e parceiros e nos preparando para a retomada do turismo, que vai chegar. O foco também será diversificar o negócio, que tem um potencial gigante para ajudar os brasileiros em várias outras frentes, como o transporte urbano de passageiros, um setor que é ainda mais fechado do que o interestadual e intermunicipal”, afirma Marcelo Abritta, co-fundador e CEO da Buser.