Crédito: Freepick

O mercado financeiro volta a sofrer impactos pelo coronavírus. Wall Street apresentou, nesta segunda-feira, forte queda devido ao aumento de casos de covid-19 provocados pela variante Delta. O grande temor dos investidores é o possível lockdown e, consequentemente, a demora na recuperação da economia.

A Ibovespa caiu 1,73% e o dólar disparou 2,64% e encerrou o dia negociado a R$ 5,2501, após ter alcançado R$ 5,2581 na máxima.

Os três principais índices acionários americanos terminaram a sessão em baixa. O índice Dow Jones registrou seu pior dia nos últimos nove meses, segundo analistas, caindo 2,09%, a 33.962,04.

Enquanto o S&P e o Nasdaq sofreram suas maiores quedas diárias, desde maio. O S&P 500 caiu 1,59%, a 4.258,49 pontos e o Nasdaq recuou 1,06%, a 14.274,98 pontos.

Nos últimos sete dias, a média móvel global de casos confirmados da covid-19 é de aproximadamente 500 mil, representando crescimento de 16% comparado a semana anterior. A média móvel semanal americana registrou cerca de 31 mil novos casos, um aumento em torno de 61%.

Na Europa, as bolsas de Londres, Paris, Madrid, Milão e Frankfurt também tiveram perdas de 2% e 3%.